A posição da FNAM sobre as Urgências e as chamadas “equipas dedicadas”

A desorientação política e operacional do Ministério da Saúde foi de tal forma evidente que ainda hoje não foram tomadas quaisquer medidas estruturais sobre a Urgência.