. Há falta de médicos no Hospital de Santarém

Há falta de médicos no Hospital de Santarém

O SMZS/ FNAM, representado pela Dra. Marta Antunes, participou hoje numa reunião promovida pelas organizações sindicais médicas e pela Ordem dos Médicos com o pessoal médico do Hospital de Distrital de Santarém, para debater as condições de trabalho e de funcionamento daquela unidade hospitalar.

A falta de anestesistas neste hospital limita o funcionamento de todas as especialidades cirúrgicas, agravando a listas de espera, a formação pós graduada e a transferência dos doentes para o hospital privado de Santarém.

A inexistência  de especialistas nas várias áreas/especialidades médicas, por má política de gestão de recursos humanos do Ministério da Saúde, determina a desertificação de médicos qualificados no interior do país, pondo em risco a formação médica pós graduada, transferindo a atividade assistencial pública para os hospitais privados.

Em muitos serviços continua a saga do incumprimento do descanso compensatório e a omnipresença do mesmo médico a realizar múltiplas tarefas, consulta, urgência e técnicas, agravando as más condições de trabalho, pondo em risco a saúde mental e física dos médicos, com a sua consequente desmotivação para escolher o hospital de Santarém como hospital que pugne pelos interesses na defesa da carreira médica e qualidades da medicina.

© 2018 FNAM - Federação Nacional dos Médicos