. Comunicados

Deficiências na atribuição de vagas para formação específica do internato médico

Iniciado já o período de escolha de especialidade, a FNAM continua a constatar deficiências na atribuição de vagas para formação específica do internato médico.

Após porfiadas lutas está garantido o descanso compensatório sem obrigação de repor horário

de acordo com a acta da reunião do passado dia 19 de Abril (que só agora nos fizeram chegar), o referido descanso deverá ser cumprido, obrigatoriamente, “no dia imediatamente seguinte” à prestação do trabalho nocturno, com a consequente redução do período normal de trabalho semanal.

FNAM entregou ao Ministério da Saúde, em 28 e Novembro de 2015, um caderno negocial que até hoje não teve resolução dos seus pontos principais, pelo que a Federação decidiu reenviar aquele documento, actualizado, ao Ministro da Saúde, solicitando o agendamento imediato da sua discussão.

A urgente revisão da actual legislação do Internato Médico

A FNAM reafirma que desenvolverá todos os seus esforços para impedir a criação de médicos indiferenciados e de uma precarização acentuada do trabalho médico.

O OE para 2016 e o pagamento das horas extraordinárias aos médicos

A FNAM considera que se torna indispensável que seja encontrada, com urgência, uma solução para esta grave situação por via da reaplicação integral do pagamento do trabalho extraordinário O OE para 2016 e o pagamento das horas extraordinárias aos médicos

A FNAM e as "equipas dedicadas ao serviço de urgência"

Torna-se urgente definir uma política nacional das urgências e não repetir a situação surgida ao longo dos últimos anos de serem adoptadas medidas pontuais em resposta à agudização de aspectos de funcionamento destes serviços

Posição da FNAM sobre os Médicos “Indiferenciados”

o recente concurso para escolha de Especialidade e consequente início da formação médica especializada por parte dos jovens médicos decorreu com inúmeros atropelos e mesmo ilegalidades, que demonstram a total inépcia da ACSS

Triste forma de terminar o mandato! - Comunidado da FNAM

O ministro Paulo Macedo termina o seu mandato à frente da governação da saúde deixando em aberto, e por opção própria, inúmeros dossiers que há muito tinha obrigação de já ter encerrado.

SAÚDE - Um Bem e um Direito que importa ver discutido

o tema da saúde é sistematicamente identificado como uma das maiores preocupações dos cidadãos

O Conselho Nacional da FNAM exorta o Senhor Ministro a que clarifique a sua posição

do Ministro não se conhece qualquer atitude que imponha o respeito pelo compromisso por si assumido há já um ano

Perguntas aos partidos políticos concorrentes às Eleições legislativas 2015

perguntas sobre 8 grandes áreas que consideramos fundamentais para que as escolhas sejam feitas da forma mais esclarecida possível

Passagem a assistente graduado - o acordado é para cumprir

o que ficou acordado é que essa transição se operaria PARA TODOS os médicos que obtivessem o Grau de Consultor

A Magia do Eleitoralismo ou a Incompetência e Irresponsabilidade do Ministério da Saúde

Só a proximidade das eleições pode explicar este “acordar” repentino do Ministério da Saúde e da sua ACSS.

Reposta a legalidade: consultores integrados na categoria de assistentes graduados

É assim reposta a legalidade, grosseiramente violada durante anos, e reconhecida a justeza da argumentação, insistência e luta sindical.

Em fim de mandato, Ministério da Saúde tenta iludir promessa eleitoral para a qual não cuidou de criar as condições para o seu cumprimento

Para atribuir um médico de família a cada residente é necessário dispor de mais especialistas desta área no SNS, coisa que o governo descurou e até agravou.

A posição da FNAM sobre as Urgências e as chamadas “equipas dedicadas”

A desorientação política e operacional do Ministério da Saúde foi de tal forma evidente que ainda hoje não foram tomadas quaisquer medidas estruturais sobre a Urgência.

 

A nova legislação do Internato Médico constitui a destruição da formação e das Carreiras Médicas - Comunicado

Não seremos, em circunstância alguma, coniventes com estes atentados à profissão médica, às Carreiras Médicas e ao SNS.

Greve Nacional da Saúde promovida pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais

embora os Sindicatos dos Médicos, enquanto tal, não sejam subscritores do pré-aviso de greve, qualquer médico pode, se assim o entender, aderir à anunciada paralisação

Quando a máscara cai
ou o triste espectáculo das nomeações

São vários, demasiados e flagrantemente evidentes, os exemplos das nomeações de clientelas do actual governo para os mais diversos cargos de direcção da Administração Pública, a coberto de uma denominada Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública

As Listas de Utentes dos Médicos de Família e o despudor eleitoralista do Ministério da Saúde

Ao apresentar a intenção de aumentar as listas de utentes para 2.500 utilizadores, o ministério da saúde vem a público fazer mera propaganda política, eleitoralista e demagógica.

© 2018 FNAM - Federação Nacional dos Médicos